terça-feira, 2 de novembro de 2010


Ah o amor...
Quanto mais eu penso nesse sentimento, mais conturbada eu fico...
Quanto mais eu tento me apegar a ele, mais ele se desapega de mim...
Quanto mais eu tento entendê-lo, mais complicado ele se torna...
Será que ainda desconheço esse sentimento??

sábado, 2 de outubro de 2010


Se vocês acham que a complexidade faz parte do meu eu...
Busquem apenas enxergar quem sou...
e não o que vocês querem que eu seja!


Às vezes me perco na imensidão do infinito tentando entender a essência do existir.

Busco respostas constantes para as atrocidades humanas, e não as encontro.

Porque ser tão complexo diante da simplicidade que a vida nos oferece.

Ah o homem!
Quem busca entender, mergulha no mais profundo vazio que vem de sua própria existência...
Quem busca explicar, se afoga na complexidade de suas ações...
Quem busca interrogar, percebe que a cada resposta novas perguntas se formulam...
Quem busca conviver, tem a terrível sensação de fracasso...
Quem busca superar, percebe que é quase impossível, já que todos andam no mesmo balançar do mar...
Quem busca amar...
Talvez, esse sim...Talvez, consiga entender, explicar, interrogar, conviver...
Mas nunca superar...
Porque homem que é Homem não ultrapassa sua mesma raça, apenas luta pela vitória coletiva!


As vivências humanas me afirmam a cada instante que o competir faz parte da vida, mas o destruir, não!

sábado, 18 de setembro de 2010






"Sinto-me múltiplo. Sou como um quarto com inúmeros espelhos fantásticos que torcem para reflexões falsas numa única anterior realidade que não está em nenhuma e está em todas"
Fernando Pessoa

sexta-feira, 17 de setembro de 2010


"Se todos os homens soubessem o quão bom é chegar ao final das lutas com vitórias
não deixariam nunca de persistir, mesmo que os caminhos se tornassem tortos e intransitáveis..."
Fernanda Araújo
"Só fracassa, quem desiste!"

quinta-feira, 16 de setembro de 2010


Se faz isso comigo, não é porque me ignora...
Mas porque a minha LUZ, o meu BRILHO...INCOMODA...
Ofusca a sua inutilidade!

Fernanda Araújo





As atitudes humanas me deixam cada vez mais descrentes do mundo!


Até que ponto teremos ser vítimas daqueles que dizem nos servir de mestres?


Até quando a arrogância vai fazer parte de um espaço onde saberes devem ser compartilhados?


Até quando seres humanos substimam seres humanos?


Até quando o dito conhecimento vai valer mais que a vida?

A soberba, a arrogância, a prepotência... exemplos de virtudes que me ensinam, mas que nunca vou aprender...
Vou aprender com aqueles que me demonstram além do conhecimento....
Alegria...
Esperança...
Paciência...
Doação...
E, acima de tudo...
AMOR!
Esses sim...
SÃO MESTRES DE VERDADE!
Mestres que ensinam e sabem o que é vida!


quarta-feira, 15 de setembro de 2010


Já ouvi dizer que na vida há apenas uma coisa que nos move: o Tempo!
O tempo reflete nossas angústias, nossos sentimentos, nossos desejos, nossas visões, nosso modo de ser e viver as coisas.
O tempo é o responsável por escrever e apagar aquilo que vivemos.
O tempo....
Ah o tempo...
Seria tão bom se você obedecesse aos nossos anseios!
Fernanda Araújo

terça-feira, 14 de setembro de 2010


"Multipliquei-me para me sentir.

Para me sentir, precisei sentir tudo"


Fernando Pessoa

domingo, 12 de setembro de 2010

Viver

A vida apresenta uma singularidade tão complexa
que nos simples atos dela, tornamo-os em infindáveis dúvidas!

Seria tão fácil se vivessemos a vida como ela é...
Mas, infelizmente, queremos sempre compricá-la!

sábado, 11 de setembro de 2010

11 de Setembro de 2001


Nove anos se passaram e a humanidade ainda se vê envolta em conflitos e torturas. Até quando meu Deus serei obrigada a assistir a autodestruição humana?

Fernanda Araújo

"Viver como Fernando Pessoa
é abstrair-se de si próprio
em busca dos outros eu´s
que habitam em sua alma!"



Fernanda Araújo

sexta-feira, 10 de setembro de 2010


"E eu experimentei uma sensação que até então não conhecia....
De se querer bem!"
Como é bom para o ser humano receber tal declaração... Pode até não ser tão profunda...mas não é nossa culpa.. é culpa do destino que ainda não fez nossos corpos se cruzarem!